Críticas

UOL: Cantor Jair Rodrigues surpreende como ator em “Super Nada”

Trecho da crítica sobre o filme Super Nada no portal A TARDE, do UOL:

Super Nada é uma espécie de super-herói brasileiro num programa humorístico da televisão. Malandro descolado, parece um herdeiro de Macunaíma.

Veja o texto completo.

Pipoca Moderna: Super Nada mostra que cultura no Brasil “não está fácil pra ninguém”

Trecho da crítica sobre o filme Super Nada no Pipoca Moderna de S. Paulo:

A ideia de um programa de humor tradicional de TV se chamar “Super Nada” não poderia ser mais direta. O que essa programação popular de TV tem a oferecer é nada mesmo. No superlativo. Por essas e por outras é que, para quem quer trabalhar na cultura, “não está fácil pra ninguém”.

(Antonio Carlos Egypto)

Veja o texto completo.

 

 

Pipoca Moderna: “Saiba tudo do surpreendente Super Nada”

Trecho da crítica sobre o filme Super Nada no Pipoca Moderna:

Descrito como uma comédia levemente depressiva, “Super Nada” é mais uma colaboração da dupla de diretores Rubens Rewald e Rossana Foglia, que se conhecem desde a faculdade e já há haviam compartilhado a direção do curta-metragem “Mutante” (2002) e do longa “Corpo” (2007). Dessa vez, porém, a iniciativa não foi conjunta. “O ‘Super Nada’ é um projeto do Rubens”, declarou Rossana, em entrevista feita para a divulgação do filme. “Ele o desenvolveu individualmente e chegou a uma primeira versão do roteiro. Fiz algumas leituras já perto do momento das filmagens e, em seguida, pensamos a realização do filme juntos. Minha contribuição foi principalmente na direção e não na construção do roteiro ou do argumento”, explicou a co-diretora.
(Louis Vidovix)

 

Veja o texto completo.

Carta Capital: A ambição dos pequenos”

Trecho da crítica sobre o filme Super Nada na Carta Capital:

Guto (Marat Descartes) é um daqueles tantos artistas de rua com que cruzamos na metrópole sem dar grande atenção ou a que assistimos com complacência também na animação de festas. Zeca (o sambista Jair Rodrigues) trafega num universo mais confortável e bem-sucedido. Estrela um programa popular de tevê, é um apresentador e humorista de velha geração, mas que ainda pode contar com o carinho do público. Guto o idolatra desde a infância e o tem como modelo maior. No encontro fadado a ocorrer entre um e outro está o ponto dramático de Super Nada, o ótimo filme realizado pela dupla de cineastas Rubens Rewald e Rossana Foglia que entra em cartaz nesta sexta 15.

(Orlando Margarido)

Veja o texto completo.

Folha de São Paulo: “Atuação formidável valoriza “Super Nada”, filme sobre sucesso e fracasso”

Abaixo um trecho da crítica da Folha de São Paulo :

Qual a largura da linha que separa o sucesso da sensação iminente de fracasso? “Super Nada”, como já indica o título, é um filme feito para quem sente frio na barriga só de pensar que sai de casa cedo sem saber se “vai dar tudo certo” ou se voltará tarde sentindo que “deu tudo errado”.

(Cássio Starling Carlos)

Leia a crítica completa.